top of page
não é mais dia do índio (1)_edited.png

BAMOS HABLAR, XERÁ?

Vamos conversar, amigo?

bandeira-adesiva-do-paraguai-7-5-x-10-cm-america.jpg

PARAGUAYOS FALAM ESPANHOL E GUARANI - AS VEZES MISTURADO

O Guarani é uma das línguas oficiais do Paraguai desde a promulgação da Constituição de 1992. Essa decisão foi tomada como forma de reconhecimento e valorização da cultura e da identidade dos povos indígenas do Paraguai, que representam uma parte significativa da população do país.

A inclusão do Guarani como língua oficial tem sido uma importante iniciativa para promover a diversidade cultural e linguística do Paraguai. A língua é amplamente falada por toda a população, independentemente da origem étnica ou social, e é vista como um símbolo de unidade e integração nacional.

 

Escuela-libre-de-criaderos-700x420.jpg

 

Além disso, a presença do Guarani na esfera oficial do governo e da educação tem sido uma ferramenta importante para a promoção da igualdade de oportunidades e da inclusão social. O ensino da língua nas escolas e universidades, por exemplo, tem sido uma forma de valorizar a cultura indígena e de incentivar a sua preservação e transmissão às gerações futuras.

 

No Paraguai, o espanhol e o Guarani são usados ​​em conjunto nas comunicações oficiais e na vida cotidiana. A dupla oficialidade das línguas promove o multilinguismo e a inclusão, permitindo que as pessoas se expressem em sua língua materna e se comuniquem com pessoas de diferentes origens e culturas.

Ficou com vontade de aprender?

o Guarani está disponível no aplicativo Duolingo como um dos idiomas que os usuários podem aprender gratuitamente. O curso foi criado em parceria com a Fundação Yvy Marãe'y, uma organização paraguaia dedicada à preservação e promoção da língua Guarani.

O curso de Guarani no Duolingo é projetado para ajudar os alunos a aprenderem a língua de maneira interativa e divertida, utilizando jogos, atividades de audição e fala, além de exercícios de escrita e gramática. Ele é dividido em módulos que cobrem temas como cumprimentos, números, alimentos e bebidas, família, entre outros.

A inclusão do Guarani no Duolingo é uma iniciativa importante para promover a língua e a cultura Guarani em todo o mundo, além de incentivar a sua aprendizagem e preservação entre os paraguaios e seus descendentes que vivem em outros países.

duo200.png

Comentários da redação

É difícil fazer uma comparação direta entre os países latino-americanos em relação às políticas de preservação das culturas originárias, pois cada país tem suas próprias histórias, desafios e realidades sociais, políticas e econômicas.

 

No entanto, é possível afirmar que alguns países têm avançado mais do que outros nesse sentido. E o Brasil ainda preserva a bancada do BOI da BÍBLIA e da BALA, que insiste em invisibilizar as causas originárias e prosseguir com a história de 523 anos de epistemicídio.

 

Por exemplo, a Bolívia é um país que tem investido significativamente em políticas de valorização e preservação das culturas indígenas, incluindo a promoção do uso de línguas originárias em diferentes contextos, a criação de instituições e programas específicos para a proteção e promoção dos direitos dos povos indígenas, e a valorização do conhecimento e da medicina tradicional. Outros países como Peru, Equador, Guatemala, México e Chile também têm políticas específicas para a promoção e proteção dos direitos e das culturas dos povos indígenas.

No Brasil, embora existam iniciativas importantes nesse sentido, como a inclusão do ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas, a criação de terras indígenas e a garantia de direitos territoriais, muitas vezes as políticas voltadas para a preservação e valorização das culturas originárias não são devidamente implementadas ou sofrem retrocessos.

 

Temos no Brasil a lei 11645 mas ainda é pouco aplicada.

Temos agora o ministério dos POVOS ORIGINÁRIOS. É uma vitória em meio a nossa luta, mas não podemos descansar. Ainda há muito a se fazer.

 

Antes do Brasil da coroa, temos o PINDORAMA DO COCAR.

BOKWYA! (Vamos em frente, em Kariri)



 

bottom of page